Assessoria de exercícios para quem quer sair do sedentarismo

As dicas para sair do sedentarismo são algumas alternativas de sair da rotina e truques para ajuda-ló nesse passo. O sedentarismo é um mal cada vez mais presente em nossa sociedade e ele tem origem em diversas causas. Vivemos numa era em que esforços físicos são cada vez menos necessários e tudo está a apenas um clique de nós. Então, para que se movimentar? Esse é o perigo, pois acabamos tornando isto um hábito e esquecemos que o nosso corpo precisa de certas tarefas para ficar em perfeito funcionamento.

Espante a preguiça com atividades que, além de ajudarem a eliminar os quilinhos extras, beneficiam outras áreas da saúde. Assim como um carro parado por muito tempo acaba enferrujando, o corpo humano não foge à regra. Isso porque manter o sedentarismo por anos pode comprometer varias áreas do organismo, fazendo com que ele sofra com o envelhecimento precoce, ou seja, a pessoa pode ter 50 anos, mas aparentar um corpo – e disposição – de um individuo de 70, por exemplo.

Caminhada: A Caminhada é uma das principais dicas para sair do sedentarismo. Pois, Você conhece algum exercício mais fácil do que a caminhada? Podendo ser praticada em qualquer idade, a modalidade é a atividade mais democrática que existe.

Corrida: A Corrida é outra boa alternativa para sair do sedentarismo. Pois, Para quem deseja perder peso, a atividade é ideal. Por ser um exercício aeróbico – o corpo usa o oxigênio e os nutrientes como glicose, gordura e carboidrato para produzir energia para o músculo, a corrida ajuda a eliminar muitas calorias.

Natação: Para espantar o calor, a atividade é muito bem-vinda. Além disso, ela diminui o impacto sobre as articulações, o que é benéfico para quem sofre com dores nos joelhos, por exemplo. A modalidade ainda estimula a tonicidade muscular e permite que braços, pernas, cabeça, tronco e quadril trabalhem juntos. A adequação física gerada pela natação é muito parecida com a da corrida: aumento do condicionamento cardiovascular e do metabolismo.

Dança: Quer se divertir e, ao mesmo tempo, perder peso? Pois saiba que a dança é a modalidade perfeita para você. Além de estreitar amizades, ela é benéfica à saúde.

Outras Dicas Para Sair do Sedentarismo:

  • Escolha uma atividade que dê prazer e que possa ser praticada em um ambiente que te deixe mais à vontade.
  • Comece gradativamente. Nada de correr se não está preparado para isso. Iniciar com atividades de alta intensidade poderá causar lesões e desmotivar.
  • Utilize roupas adequadas. Não vista agasalhos quando a temperatura estiver a pino. Isso levará à desidratação e não ao emagrecimento.
  • Procure amigos para acompanhar na prática dos exercícios. Assim, criará uma fonte de motivação a mais para treinar.
  • Não faça atividade física em jejum e hidrate-se bem antes, durante e após os treinos. Para um bom rendimento, é preciso estar alimentado e bem hidratado.

Mude sua rotina, mude sua alimentação, mude de vida!

  • Faça as refeições com calma

    Seu organismo precisa deste tempo para processar os alimentos. Grande parte das enzimas digestivas (50%) são secretadas por estímulos sensoriais (visão, olfato, tato, paladar).

  • Mastigue bem os alimentos

    A digestão se inicia na boca com a trituração dos alimentos e ação da salivação. A mastigação deve tornar o alimento pastoso, facilitando o processo digestivo. Quando há ansiedade, o controle da ingestão de alimentos é prejudicado e, muitas vezes, comemos mais. Quando mastigamos bem, automaticamente estamos trabalhando com a ansiedade e promovendo a saciedade fisiológica (verdadeira). Então, não coma em menos de 20 minutos cada refeição.

  • Líquidos x Refeição

    Não ingira líquidos junto com as refeições. O líquido faz com que você não mastigue bem os alimentos e atrapalha o processo digestivo. Procure utilizar líquidos 30 minutos antes ou 60 minutos após as refeições principais. No entanto, se a refeição estiver salgada o ideal é ingerir água durante.

  • Horários para as refeições

    Tenha horário para suas refeições. Ele faz com que nosso organismo mantenha um ritmo, com estabilidade nutricional e hormonal.

  • Alimente-se a cada 3 horas

    Nosso cérebro precisa de aporte constante de glicose (carboidrato). A inconstância em receber esse nutriente, traz redução da nossa disposição, além de proporcionar perda de massa muscular. Além disso, comendo de 3 em 3 horas, a fome e a voracidade se mantêm sob controle, evitando episódios de compulsão alimentar.

  • Alimentos integrais

    Consuma alimentos integrais. Eles contém vários nutrientes que estão na película do grão. São excelentes para manter os níveis de glicemia (açúcar no sangue), têm fibras que servirão de alimento para as bactérias benéficas do intestino, ajudam no controle do colesterol e na saciedade.

  • Consuma frutas e hortaliças

    Ingira verduras, legumes e frutas. Eles são ótimas fontes de fibras, vitaminas e minerais. Contém também fitoquímicos (polifenóis, carotenóides, flavonóides, dentre outros) os quais são excelentes antioxidades (protetores das nossas células)

  • Evite alimentos refinados

    Os alimentos considerados brancos (pão, açúcar, trigo, arroz), além de não conter mais a sua película – onde estava a maioria dos nutrientes – também passam por um processo químico chamado de branqueamento. Neste processo, diversas substâncias químicas são adicionadas, com potencial efeito negativo para nosso organismo. Os alimentos refinados não alimentam nossas bactérias “boas”. Assim, poderá favorecer o crescimento das bactérias patogênicas (ruins) e desequilibrar nossa flora intestinal.

  • Ingira líquido

    A ingestão de líquidos durante o dia faz com que nosso corpo se mantenha bem hidratado e ajude o organismo a transportar os nutrientes que precisamos. O melhor método que temos para verificar nossa hidratação é a cor da urina, a qual deve estar amarela bem clara.

  • Evite os industrializados

    Evite alimentos industrializados, processados e embutidos. Estes produtos contêm inúmeras substâncias químicas que não são reconhecidas pelo nosso organismo. O consumo desses alimentos em quantidade excessiva demanda trabalho do fígado para neutralizar corantes, conservantes, etc, e depois eliminá-los, muitas vezes com auxílio dos rins. Alguns produtos com potencial efeito cancerígeno podem ser recebidos pela ingestão desses produtos ou serem produzidos no processo de desintoxicação. Pode haver comprometimento do sistema imunológico e processos alérgicos devido à ingestão de produtos estranhos ao nosso organismo.

2017-08-11T16:49:25+00:00

Deixar Um Comentário